A Olé é Verde!

Categoria Olé Chuteira 2

Na primeira fase da competição, verdes e lokos estiveram frente a frente e fizeram um duelo equilibradíssimo. O placar marcava 1-1 quando um dos árbitros apontou o centro de campo, mas ainda havia tempo para a bola rolar. O resultado? Vitória do Lokomotiv por 3-1 com 2 gols no final e muita reclamação do Villa Verde.

Mesmo com o revés no confronto direto, o Villa garantiu o topo da tabela na última rodada, fato que já deu ao alviverde a vaga no Chuteira 5 do próximo semestre. Os lokos, líderes durante boa parte da fase de grupos, subiriam apenas se chegassem à final.

Eis que os times fizeram belas partidas nas fases finais, com destaque para a semi. Villa Grano e Olimpo jogaram melhor, levaram mais perigo, acertaram a trave na prorrogação, mas o dia era de Villa Verde e Lokomotiv. No gol de ouro, os melhores times do grupo A garantiram suas vagas na decisão e se encontraram mais uma vez no último sábado.

O clima era de festa nas duas torcidas, mas também de homenagem. Antes do apito inicial, os finalistas repetiram o que vimos nos últimos dias em diversos eventos esportivos e fizeram 1 minuto de silêncio em homenagem à Chapecoense. Silêncio respeitado por jogadores, torcedores e todos os que estavam presentes, até que o árbitro apitou e deu início ao jogo.

Com a bola rolando, o grande destaque foi Vitinho. O camisa 9 do Villa deixou sua marca 3 vezes e fez 1 assistência. Participação direta em 4 dos 5 gols da equipe. Do outro lado, o destaque foi Felipe Moura, que brigava com Vitinho pela artilharia da competição, mas acabou com 1 gol a menos. Fez 2, mas não foi suficiente para ficar com a taça. Mesmo assim, não saiu de mãos vazias: levou o título de MVP da primeira fase, prêmio conquistado ao lado de Cachoeira, do Olimpo.

O duelo de verdes e lokos foi excelente, como não víamos há pelos menos 3 edições. As últimas 3 finais, com os títulos de All Games, Guaxupé e Catado, deixaram um pouco a desejar no quesito emoção, principalmente na Olé 7 e na I Copa Olé|Chuteira, quando tivemos placares elásticos – merecidamente aplicados, é claro.

O Villa Verde esteve em vantagem durante boa parte do jogo – abrindo 2-0 em lances de descuido da zaga aurinegra – e o Lokomotiv só conseguiu encostar faltando 20 segundos para o fim. Na última chance, lance desperdiçado e apito final! Festa verde na G5! Villa Verde, campeão da II Copa Olé|Chuteira!

O prêmio de MVP da final só poderia ir para as mãos de Vitinho, que também recebeu o troféu de artilheiro (16 gols). O MVG ficou com Yamada, do USV, primeiro time a se classificar para as quartas-de-final e de melhor campanha geral na fase de grupos.

A matéria completa, as fotos e o vídeo com os melhores lances e gols da decisão serão publicados no decorrer da semana!

Em breve, novidades sobre a próxima edição!

II COPA OLÉ|CHUTEIRA
Campeão: Villa Verde
Vice: Atlético Lokomotiv
MVP da final: Vitinho (Villa Verde)
Artilheiro: Vitinho (Villa Verde) – 16 gols
MVP: Felipe Moura (Atlético Lokomotiv) e Cachoeira (Olimpo) – 12 pontos
MVG: Yamada (USV) – 8 pontos