I Festival 30 Minutos

Realizado no dia 22 de junho, o FESTIVAL 30 MINUTOS teve bons jogos e um nível muito bom dos participantes. Cada partida teve 30 minutos corridos e sem intervalo.

Suave Futshow, Sporting e Mitos venceram suas partidas e ficaram com as taças. Peñarol e Mitos ainda disputaram mais um jogo no dia, vencido pelos uruguaios.

Suave Futshow 3-0 Trivela Futebol Clube

O jogo que marcaria a estreia oficial do Suave na Liga Olé foi o ponto negativo do dia. O time da zona leste estava em campo no horário do jogo, mas, mesmo aguardando o Trivela por quase uma hora, teve de atuar apenas em um jogo treino, já que o adversário compareceu com número insuficiente de atletas. O ponto positivo foi o convite feito pelo Sporting logo após o fim do festival para que ambos façam um amistoso e apaguem a má impressão deixada pelo Trivela. Sporting e Trivela têm jogadores em comum, razão pela qual o convite e o pedido de desculpa foram feitos.

Sporting Futebol Society 4-4 Club Atletico Peñarol

(nos pênaltis, Sporting 3-2 Peñarol)
Gols: Thiago, Diego, Renato e Vinicius (Sporting); Rogério (3) e Rô (Peñarol).

Com um time formado recentemente e que se prepara para disputar uma vaga no Chuteira de Aço, o Sporting começou totalmente ligado e mostrou nos primeiros 10 minutos que o jogo seria fácil: 3-0 sobre um Peñarol que parecia estar de ressaca. Porém, a marca do time uruguaio parece ser a do sofrimento, pois o time foi buscar o empate com 3 gols seguidos de Rogério aos 12, 13 e 16 minutos. O jogo permaneceu equilibrado até que o Sporting voltou à vantagem marcando aos 21 minutos. A partir daí, muitos gols perdidos por parte do Peñarol e outros pelo time azul.
Os uruguaios – novamente no sofrimento – chegaram ao empate aos 29 minutos, com Rô fechando o placar e levando a disputa para os pênaltis. Nas cobranças, o mesmo Rô foi o primeiro a bater e o único a desperdiçar a chance, chutando por cima. Com 3 pênaltis convertidos, o Sporting levantou a sua taça no festival e seguirá animado para a disputa da Taça Inverno.

Mitos Futebol Clube 4-0 Aruera Futebol Society

Gols: Victor, Marcos (2) e Fernando (Mitos).

Mitos e Aruera parecia uma nova edição do jogo de lançamento da Liga Olé, ocorrido em 04 de maio deste ano e vencido pelo Zenite. Porém, a semelhança ficou restrita apenas pela aparência dos times em campo, já que o Aruera atuou com uniforme emprestado pelo Zenite para sua estreia oficial.
O que vimos em campo foi um Mitos totalmente diferente daquele jogo de lançamento, com atuação muito segura do início ao fim, da defesa ao ataque, e sem dar muitas chances ao Aruera. O time azul pecava nos passes, muito provavelmente pela falta de entrosamento, e o time grená aproveitava as chances para atacar sempre com muito perigo. Apesar dos 10 minutos iniciais não terem mostrado gols aos que assistiam à partida, o domínio mítico era nítido. Com gols aos 12, 16, 19 e 24 minutos, o Mitos apagava, enfim, a imagem deixada em sua primeira participação na Liga Olé e fechava seu primeiro jogo no festival com uma excelente e convincente vitória.

Club Atletico Peñarol 6-2 Mitos Futebol Clube

Gols: Fernandinho, Teto, Adriano, Digo (2) e Rafael (Peñarol); Marcos e Victor (Mitos).

O último jogo do festival colocou em campo, novamente, Peñarol e Mitos. O primeiro, buscando finalmente conquistar o troféu. O segundo, claro, queria mais um troféu para a galeria.
Enquanto o Mitos ainda parecia comemorar o troféu conquistado no jogo anterior, o time carbonero abriu o placar em gol quase relâmpago de Fernandinho aos 50 segundos. Aos 3 minutos, Marcos igualou para o time grená e empatou a contagem da artilharia do festival com Rogério, do Peñarol. Daí em diante, o segundo quadro mítico não conseguiu repetir a atuação do primeiro jogo e o Peñarol aproveitou quase todas as falhas dos rivais transformando-as em gols. Aos 10, 19, 23, 27 e 28, o ataque uruguaio funcionou bem e teve calma para fazer o que não fez contra o Sporting, abrindo 5 gols de vantagem sobre um Mitos que se lançava ao ataque e, em vários lances, não conseguia recompor a defesa como fez contra o Aruera. Já no fim do jogo, aos 29 minutos, Victor marcou mais um para o Mitos e fechou o placar em 6-2. A derrota deixou os míticos um pouco frustrados, mas o time saiu de campo ainda feliz pela conquista anterior. Ao Peñarol, vitória para desencantar e festa pelo troféu conquistado.

ARTILHARIA DO FESTIVAL

• 03 gols – Rogério (Peñarol) e Marcos (Mitos).
• 02 gols – Digo (Peñarol) e Victor (Mitos).
• 01 gol – Thiago, Diego, Renato e Vinicius (Sporting); Rô, Rafael, Adriano, Teto e Fernandinho (Peñarol); Fernando (Mitos).